Uma Casca de Noz

Cada qual à sua maneira

Dias destes, velejando pela rede, topei com o perfil de um rapaz que estudava na mesma escola que eu, ambos no mesmo ano, salas diferentes. E foi uma surpresa. No lugar das bochechas rosadas, barriga sobressalente e culotes incisivos, apenas músculos. Rígidos e severos, seus músculos. Alguns, aliás, que eu …

Leia Mais »

Ode à impotência

Vivemos um tempo de impotência, onde alguns poucos decidem por nós o que será daqui pra frente e não tem greve, manifestação, vozes contrárias nos plenários, que mudem o rumo dos acontecimentos. Assistimos e só, tendo cada vez mais a triste certeza de que nossas vontades nunca chegarão a atravessar …

Leia Mais »

O motorista e a síndrome do dono da rua

Eu sempre fui pedestre. Dos meus primeiros passos até hoje, me considero uma pedestre convicta. Aos 18 anos cheguei a rejeitar um carro que me seria dado como presente já ciente  de que não conseguiria manter seus custos com o salário de estagiária. Essa recusa me trouxe muitos aprendizados, afinal, …

Leia Mais »

Chuveiro – Parte 2 (ou Água Fria)

Para que é que se escrevem continuações de obras bem sucedidas? Para estragá-las, talvez. Bem, quem nos leu sabe que a primeira parte desta narrativa não alcançou sucesso mundial. Então, é algo que estragaremos entre nós. Aos apegados ao suspense, aviso que não sigam lendo nem mais uma linha. Sim, …

Leia Mais »

As pessoas e as pizzas

Há muitas maneiras de se fazer uma pizza com pão de forma e, entretanto, nenhuma delas, já pronta, parece-se com uma pizza de verdade. Quando digo “de verdade”, me refiro às pizzas feitas em pizzaria, não levando em consideração se usam forno à lenha ou elétrico, apesar de ser perceptível …

Leia Mais »

O risco Bolsonaro: o poder do discurso de ódio

Os afetos são fundamentais na política. Quem inaugurou essa relação foi Hobbes com o Leviatã, que tratou do medo como uma espécie de “cola social” em oposição ao estado de “todos contra todos”. O medo da desordem estaria em latência, o que justificaria o poder absoluto do Estado soberano sob …

Leia Mais »

Chuveiro

Trinta e poucos. Não sabemos ao certo quantos anos ele tinha. Mas era algo por aí.  Sua rotina: acordar, esfregar os olhos, pegar o celular, abrir o Instagram, levantar, espremer o tubo de pasta de dentes até que ele ceda, escová-los mijando sentado, ir à cozinha fazer café preto, tomar …

Leia Mais »